Obras

Compartilhe

Tigre-ADS em obra de drenagem no entorno de viaduto na capital do Mato Grosso

Um novo e maior sistema de escoamento de água pôs fim aos alagamentos em períodos de chuvas intensas

  • Obra Secid
  • Obra Secid
  • Obra Secid
  • Obra Secid
  • Obra Secid
  • Obra Secid
  • Obra Secid

Cuiabá (MT) – Os constantes alagamentos no entorno do viaduto da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) nos períodos chuvosos agora são coisa do passado. No início deste ano foi concluída a obra de drenagem da avenida Fernando Corrêa da Costa e Jardim das Américas, executada com tubos corrugados de polietileno de alta densidade (PEAD) Tigre-ADS.

O projeto contratado e executado pela Secretaria de Estado das Cidades (Secid) exigiu a instalação 1.500 metros de tubos em PEAD Tigre-ADS. A obra começou em setembro de 2017 pela desobstrução de estruturas e ampliação das tubulações de drenagem na região do viaduto.

O desafio era acabar com as ocorrências de alagamentos na avenida Fernando Corrêa da Costa, uma via estrutural dos sistema viário da capital do Mato Grosso. A avenida atravessa uma região de alta densidade demográfica e de intenso fluxo de veículos que dá acesso à universidade, shoppings e supermercados.

“Tínhamos um grande desafio a ser vencido ali”, disse o engenheiro responsável pela execução da obra, Maurício Antônio Gilioli. A ineficiência dos dispositivos de drenagem existentes até então gerava outros transtornos em “efeito cascata” como congestionamentos e danos ao patrimônio da população.

Fim dos alagamentos

Para dar uma rápida resposta à reivindicação do executivo municipal quanto a solução para o problema, com economia e eficiência, a Secid buscou a tecnologia Tigre-ADS, que atenderam as especificações também do processo de licitação. “A alta resistência mecânica e química, bem como a resistência a abrasão e à corrosão, influenciaram na escolha dos tubos em PEAD Tigre-ADS”,  disse Gilioli.

Contou pontos, também, outras vantagens além do desempenho técnico, como a facilidade e praticidade de assentamento, bem como a velocidade de execução e durabilidade do material.

Como o tubo de polietileno é leve e fácil de usar, a instalação é, no mínimo, duas vezes mais rápida que o de concreto, exigindo menos mão de obra e horas de maquinário. A durabilidade foi outro fator preponderante: a vida útil dos tubos corrugados em PEAD Tigre-ADS é de 75 anos.


Além de atender as principais normas internacionais de qualidade, os tubos em PEAD se enquadram também à normativa NBR ISO 21138-3 (sistemas de tubulações plásticas para drenagem e esgoto subterrâneos não pressurizados e sistemas de tubos com paredes estruturadas de polietileno – PE).

“Foi uma obra prioritária do governo do Estado. Após o término, aconteceram diversos eventos chuvosos, com alta intensidade pluviométrica, e não foram registrados alagamentos. A execução está funcionando perfeitamente, atendeu a expectativa do cliente e de toda a população”, garante Gilioli.